Páginas

sábado, 11 de junho de 2016

(Review) Tensão e sustos, sequência consolida Invocação do Mal como franquia de peso

Movimentos de câmera criativos e planos caprichados em uma experiência estética bem-sucedida, nesta sequência, James Wan conduz o olhar do expectador em um novo capítulo marcado por tensão e horror, consolidando assim a identidade de Invocação do Mal. Além disso, aprofunda a relação entre os personagens de Patrick Wilson e Vera Farmiga, ela segue impagável no papel.

poster_the_conjuring_2_invocacao_do_mal
Imagem/Warner Bros. Pictures
Baseado em fatos reais, o longa exibe a história de uma família atormentada por fenômenos sobrenaturais em Infield, na Inglaterra de 1977. Desta vez, Ed e Lorraine terão motivos para desconfiar da veracidade deste caso, todavia, o pavor intenso por conta dos terríveis presságios da paranormal, inclusive, uma das visões não reveladas no primeiro título será trazida à tona agora.

Os primeiros minutos de exibição deixam clara a experimentação visual conseguida na fluidez dos pequenos planos-sequência e dos cortes, por vezes, imperceptíveis, isso em equilíbrio com os ângulos e movimentos de câmera dinâmicos e criativos. Destaque para o uso desses recursos nos momentos de desdobramento da médium para o 'outro mundo', especialmente, na cena ambientada em Amityville que segue como provável um gancho para outra produção.

vera_farmiga_patrick_wilson
Imagem/Warner Bros. Pictures
Assim como no primeiro título de 2013, o prólogo flerta com a linguagem de documentário e reafirma assim a ideia de uma narrativa embasada em fatos verídicos, isso associado aos recursos de som empregados com o intuito de provocar pavor, tais aspectos dão o tom da franquia. Aliás, James Wan também está a frente do nome Sobrenatural, cujo filme recente foi conduzido por Leigh Whannell. 

Outro acerto é a manutenção do elenco, os rostos conhecidos trazem maior credibilidade, especialmente, neste roteiro que aprofunda a relação afetiva do casal de investigadores. Todavia, o protagonismo fica mesmo por conta de Vera Farmiga, ela parece tornar tudo crível, o próprio olhar da atriz já é um indicador sensível dos acontecimentos.

Imagem/Warner Bros. Pictures
Todavia, o excesso de efeitos especiais investido em algumas entidades ou situações pontuais soa desnecessário diante de toda a indumentária e terror provocado pela trama em si ou mesmo pela criatura nefasta que tanto amedronta Lorraine. De qualquer forma, o horror tem um repertório próprio muito conhecido, mas em meio a isso, Wan conseguiu compor com sucesso uma identidade para a franquia.

Apesar da produção anterior exibir um roteiro simples, porém mais 'redondo', este novo filme demonstra maior maturidade nos argumentos empregados e no desenvolvimento da relação afetiva dos personagens centrais, além de um crescimento cinematográfico marcado pelas ousadias visuais. Destaque para a criatura demoníaca e toda a ideia de incerteza, desconfiança e medo que rondam a existência humana.

Com uma atmosfera sombria permeada por cenas de pura tensão, reviravoltas, trabalhos interessantes com sombras e espelhos, além de uma peculiar irreverência, Invocação do Mal 2 consegue provar que as continuações podem render gratas surpresas. Recomendo!  


Saiba Mais »

quinta-feira, 2 de junho de 2016

Stephen Amell fala sobre papel em 'As Tartarugas Ninja: Fora das Sombras'

Conhecido pelo papel de Oliver Queen na série Arrow, Stephen Amell interpreta Casey Jones em novo título sobre as mais famosas tartarugas do cinema. O longa ainda conta com Megan Fox, Laura Linney e Will Arnett no elenco. 

stephen_amell_teenage_mutant_ninja_turtle
Imagem/ Paramount Pictures
Confira algumas cenas do filme e o depoimento do ator sobre o personagem vivido nesta nova produção.


Saiba Mais »

terça-feira, 31 de maio de 2016

Tesouros do cinema: Umberto Domenico sob a perspectiva neorrealista de Vittorio De Sica

Dirigido por Vittorio De Sica, Umberto D. foi lançado em 1952 e se destaca como uma das obras do movimento neorrealista. Diferente dos títulos hollywoodianos, tais produções aproveitavam ainda mais dos ambientes reais e buscavam forte aporte em problemáticas de cunho social. 

Imagem/divulgação
Após a segunda guerra, a Itália encontrou neste movimento artístico uma forma de expor os problemas graves enfrentados pela nação, portanto, a estética é sóbria e repleta de imagens externas, algo bem diferente do glamour propagado pelos grandes estúdios norte-americanos.

Na trama, Umberto Domenico (Carlos Battisti) é um aposentado solitário que apenas conta com a companhia do cachorro Flike, aliás, o verdadeiro porto seguro deste homem. Além de retratar esta relação, o longa exibe as dificuldades enfrentadas pelo ex-funcionário público, destacando assim os problemas econômicos do país, algo evidente em cenas como a da manifestação pelo aumento da aposentadoria e também na situação de penúria de alguns personagens.

Responsável por títulos como Ladrões de Bicicletas (Ladri Di Biciclette - 1948) e  Miracolo a Milano (Milagre em Milão - 1951), o cineasta italiano dedicou Umberto D. ao pai. Aproveite e confira o trailer deste tesouro do cinema.


Saiba Mais »

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Chocolate: conheça a trajetória do primeiro artista negro na França

Baseado em fatos reais, Chocolate narra a trajetória do primeiro artista negro no cenário circense da França. O filme é estrelado por Omar Sy, conhecido por títulos como Os Intocáveis (2011) e Samba (2014); James Thierrée (Korkoro - 2009), Olivier Gourmet (Violette - 2013) e Clotilde Hesme (Canções de Amor - 2007) também compõem o elenco.

chocolate_poster
Imagem/California Filmes

Nascido na Cuba de 1868, Rafael Padilha é vendido como escravo durante a infância. Anos mais tarde, ele consegue escapar e será encontrado por um artista circense, alguém capaz de mudar os rumos da vida dele. 

chocolate_james
James Thierrée em cena - Imagem/California Filmes
Confira os registros fotográficos da dupla que marcou nome na história francesa.

Chocolate_james_Omar_roschdy
James, Omar e o cineasta Roschdy Zem - Imagem/California Filmes

A produção francesa tem estreia nacional prevista para 21 de julho, aproveite e confira o trailer.


Saiba Mais »